O dragãozinho traz textos de cultura pop, abordando temas como livro, filmes, séries e quadrinhos, além de alguns posts de assuntos diversos.

Réquiem para a Liberdade – Thiago Lee [Resenha]


banner requiem para a liberdade

Marko é um ex-escravo liberto que vaga pelo reino em busca de respostas para uma maldição que o assola. Quando ele se aproxima de uma vila de pescadores dominada por um tirano, terá que escolher ignorar ou proteger um povo cujo sofrimento se assemelha ao seu próprio passado.

WWLivros


Resenha

Réquiem para a Liberdade é uma aventura medieval escrita por Thiago Lee que conta a história de Marko e seu amigo Filip. Marko é um ex-escravo que, devido a cor de sua pele, ainda sofre muito preconceito. Ele e Filip, seu amigo desde a infância, são viajantes e buscam sempre ajudar aqueles em necessidade, mesmo que não tenham o retorno devido.

A trama do livro traz alguns arcos menores que vão se encaixando ao longo da narrativa e, mesmo ocupado em tentar ajudar o povo da vila, ele não deixa de lado sua busca por respostas, além de a história dos próprios habitantes da vila também ganharem importância. Além de ter sido muito bem construído e não deixar nenhuma dúvida pendente ou pontos em aberto, as personagens também foram bem aproveitadas, cada uma ganhando sua importância para a história de alguma forma.

Os capítulos se alternam entre o presente e a infância de Marko. Nos capítulos que tratam do passado, descobrimos sobre as origens dele e um pouco das motivações da personagem.

 

“– As pessoas não odeiam Libertos, Anak’mar. Elas têm medo. Escute bem, filho, as pessoas não aceitam que alguém de aparência e costumes tão diferentes como um nagô… sim, você é um nagô e deve se orgulhar disso – completou, ao ver a reação de surpresa no garoto. – Não aceitam que um nagô tenha os mesmos direitos que elas, frequentem os mesmos lugares e usem as mesmas roupas. Por isso, criam esse medo irracional, sem pensar que do outro lado também há um ser humano.”

Embora Marko seja a única personagem que ganha mais aprofundamento e tem seu passado contado, todas foram bem trabalhadas e têm suas motivações apresentadas. Também não existe uma linha clara entre o bem e o mal. Por mais que saibamos para quem torcer ao longo do livro, podemos sentir empatia em relação aos vilões e nos decepcionar com os heróis, o que foi um ponto bem positivo.

A linguagem do livro é simples e não se prende a detalhes e descrições, sendo uma leitura bem agradável. Réquiem para a Liberdade é uma ótima opção para quem busca uma história leve e rápida. Por um gosto mais pessoal, senti falta daquele medo do que pode vir a acontecer com as personagens, já que tudo parecia se resolver de alguma forma ou outra, mas não chegaria a levantar isso como um defeito.

Avaliação: ⭐️⭐️⭐️⭐️


requiem para a liberdadeDetalhes

Título original: Réquiem para a Liberdade

Autor: Thiago Lee

Gênero: Ficção

Páginas: 220

Editora: WWLivros

Publicação: 2015

Relacionados

Have any Question or Comment?

One comment on “Réquiem para a Liberdade – Thiago Lee [Resenha]

Eu já senti o peso da leitura só com a sinopse do livro! Mas como vc disse ser uma leitura mais leve fiquei com vontade de ler ^^

Reply

Deixe uma resposta