O dragãozinho traz textos de cultura pop, abordando temas como livro, filmes, séries e quadrinhos, além de alguns posts de assuntos diversos.

Put Some Farofa – Gregorio Duvivier [Resenha]


Banner - Put Some Farofa - Gregorio Duvivier

Trata-se de uma amostra da verve humorística – embebida de zeitgeist, crítica ferina e muito afeto – de Gregorio Duvivier, um dos autores mais inventivos e promissores do Brasil na atualidade. Reunindo o melhor de sua produção ficcional, Put some farofa traz textos publicados na Folha de S.Paulo e esquetes escritos para o canal Porta dos Fundos, além de alguns inéditos.

Companhia das Letras


Put Some Farofa

Contracapa - Put Some Farofa - Gregorio Duvivier

Put Some Farofa foi escrito por Gregorio Duvivier e contém uma série de textos curtos, a maioria não passa de duas páginas. Entre eles há alguns esquetes feitos para o canal Porta dos Fundos, textos publicados na Folha e mais alguns inéditos.

O conteúdo dos textos varia entre algumas reflexões pessoais, críticas sociais e textos para comédia realmente. As críticas são feitas com sutileza e na maioria das vezes de forma irônica, abordando assuntos dos mais diversos. Embora a capa e o nome deem a impressão de ser um livro bobo, o conteúdo dele é interessante e ainda não deixa de ser divertido.

“O xingamento mais universal do mundo é o que diz: sua mãe vende o corpo. 1. Não vende. 2. E se vendesse? E a sua, que vende esquemas de pirâmide? Isso não é pior?”

Coluna - Put Some Farofa - Gregorio Duvivier

Alguns textos abordam a legalização da maconha, outros falam sobre papéis de gênero, a criação padrão das meninas, e até um que aborda transsexualidade e a rejeição da família de forma muito leve e sutil, além de diversas críticas à família tradicional brasileira. Um texto que achei interessante simula uma troca de cartas entre um Gregorio de 13 anos e o atual, que mostra o quanto nós crescemos e amadurecemos.

“Você acha que inventou o ‘Orgulho branco’ mas esse era o slogan da Ku Klux Klan.”

“Quanto às mulheres: você reclama que elas não gostam de você, mas parece que você não gosta delas. Lê um pouco sobre feminismo antes de odiar o feminismo.” – Gregorio mais velho para o de 13 anos

Outros textos falam sobre religião e satirizam determinadas hipocrisias, além de alguns comentários sobre política e até sobre a questão das terras indígenas.

São um total de 78 textos, 41 deles foram publicados na Folha, 29 foram escritos para o Porta dos Fundos, 3 são inéditos e outros 5 são de publicações variadas. Para quem não acompanha a coluna dele na Folha, acredito que o livro valha bastante a pena.

Avaliação: ⭐️ ⭐️ ⭐️ ⭐️

Orelha - Put Some Farofa - Gregorio Duvivier


Detalhes:Capa - Put Some Farofa - Gregorio Duvivier

Título original: Put Some Farofa

Autor: Gregorio Duvivier

Gênero: Crônicas – literatura brasileira

Páginas: 208

Editora: Companhia das Letras

Publicação: 2014

 


Desafio Alfabeto Literário 2016

A leitura desse livro foi parte do Desafio Alfabeto Literário 2016.

Relacionados

Have any Question or Comment?

16 comments on “Put Some Farofa – Gregorio Duvivier [Resenha]

Não sabia que ele tinha um livro, ele fala de uma maneira séria ou mais comédia? Eu imaginaria comédia, por ele ser do porta dos fundos e tal.

Reply

É bem descontraído e tem bastante sátira, mas não chamaria de “comédia” mesmo

Reply

Que demais! Esse livro parece ser incrível e já está na minha listinha de desejos <3

Reply

Não li esse livro, mas fiquei super curiosa, os temas parecem ser muito interessantes. Vou procurar!
Beijos
Mari
http://www.pequenosretalhos.com

Reply

Adorei a resenha! Amo porta dos fundos mas não sabia que o Gregório escrevia pro Folha.
Descobri recentemente uma paixão por livros de textos, quero ler esse. ♥

Reply

Você me deixou com uma pontinha de curiosidade, parece ser interessante e divertido ao mesmo tempo!

Reply
Rafaela Armani Massiero

Nem sabia que ele tinha livro,mas fiquei com uma curiosidade para ler!Post super completo! Sucesso!

Reply

Olar! Nunca ouvi falar desse cara, mas parece ser bem interessante. Gosto de pessoas, livros, comentários que envolve a realidade de uma forma cômica, pois hoje em dia as pessoas só querem o entretenimento, e porque não juntar os dois, não é? Muito legal, vou procurar mais sobre ele e seu livro.
Beiju!

devaneiosbm.blogspot.com.br

Reply
Iarima

nao conhecia o livro, adorei a forma que vc falou sobre ele..
fiquei curiosa, parece super interessante!
http://www.retratodaiaia.com

Reply
Kelly Mathies

Não conhecia o livro, mas gostei da ideia central. É bem diferente do que estou acostumada a ler, mas me interessou. Parece ser uma coisa mais pessoal com toque de sarcasmo rs. Me agrada ❤ Vou procurar um pouquinho mais sobre a obra.

Reply
Hey, is Day

Ola, não conhecia esse cara, mas o jeito que você descreveu o livro me deu uma vontade de ler, esta na minha lista de desejos!

Reply

Que bacana! Pela sua resenha parece ser um livro que realmente eu gostaria de ler 🙂
O pessoal do Porta dos Fundos manda bem demais, né?!
Beijo,
http://www.setevidasfelinas.com.br

Reply
Ingrid

Ele é bem inteligente, deve ter uma ótima escrita, senão fosse tão pessoal as escritas do livro, compararia com o Fernando Sabino que aborda mais em terceira pessoa, com mais sutileza.

http://www.cantinhob.com

Reply
Clara Pamponet

Estou querendo esse livro loucamente hahahah! Primeira vez que vi esse livro, mds, preciso muito dele!
Beijos,
http://www.hitsdomomento.com

Reply

Oi, Simone
Bem vinda ao Desafio!
Gosto bastante do Gregorio, acho que ele constroi humor inteligente e sátiras contemporâneas.
Vou colocar o livro na lista;
Obrigada por participar do #desafioalfabetoliterario

Reply

Não conhecia o livro e confesso até que pelo título passaria batido por mim, mas ao ler o post despertou em mim uma vontade de ler e um interesse pelo livro. Ótima resenha, bem detalhada, simples de ler e que apresenta vários pontos do livro. AMEI <3

Assim que puder lerei!

Beijosss

Reply

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: