O dragãozinho traz textos de cultura pop, abordando temas como livro, filmes, séries e quadrinhos, além de alguns posts de assuntos diversos.

Poder Extra G e muita coisa nova sob o sol


 

Santo Protetor das Obesas Gostosas e Bem Resolvidas: ajudai-me!

Em Poder Extra G acompanhamos a história de Nina, que é, como ela própria se denomina, uma editora, tradutora, XG e gostosa pra caramba.

Depois de terminar um relacionamento com um cara babaca que a diminuía de todas as formas possíveis, Nina tira um mês de férias em Buenos Aires, aproveitando todas as comidas, passeios e sotaques lindos que a viagem pode proporcionar.

Embora seja um detalhe bem discreto, adorei o fato de ela ir viajar sozinha sem deixar de aproveitar nada por causa disso, passeando, indo em festas e tudo mais que uma viagem tem direito.

E é em Buenos Aires que ela conhece Nico, um homem no mínimo perfeito, e se apaixona por ele. Mas claro, depois de um mês lá, ela precisa voltar ao Brasil e à sua rotina normal. A história faz jus a uma boa novela mexicana, e é engraçado como a própria Nina, que narra a história, brinca o tempo todo com isso.

É provável que eu estivesse sendo dramática, mas drama sempre fora o meu sobrenome.

Todas as personagens são ótimas. Nina é muito divertida e uma ótima narradora, e Nico é um cara romântico e atencioso.

O livro traz várias coisas novas no âmbito de personagens e personalidade.

Começando pelo primeiro encontro de Nina e Nico, em que ela tinha apenas a intenção de se divertir um pouco e conseguir uma transa sem compromisso. E ele tinha intenção de realmente conhecer ela e garantir que um próximo encontro acontecesse, já que tinha gostado muito dela no dia que se conheceram.

Além deles, temos Marcela, amiga de Nina, que não tem interesse nenhum por relacionamentos e Noah (melhor personagem), o irmão mais novo de Nico, que é trans e vai ganhar um spin-off próprio. A importância que os personagens secundários recebem, mesmo que o foco ainda seja o casal, sá muita vida para a história, não deixando ela tão monótona presa só a duas personagens.

Mas o destaque todo do livro não está só em ser uma linda história de amor.

Nina é gorda e não tem nem um pouco de medo de falar isso. E é esse detalhe que dá aquele ar novo em um gênero tão batido.

Primeiro, é uma mulher gorda vivendo um romance digno de novela mexicana como qualquer protagonista de livros de história romântica tem direito. Segundo, é uma mulher gorda que em momento algum fala em emagrecer e não está preocupada em controlar o que está comendo (muito pelo contrário, na verdade, já que ela brinca várias vezes sobre).

Por falar em vampiros, você já reparou que eles nunca são gordos? Os homens são sempre sarados e as mulheres têm silhuetas mínimas. Até no universo vampiresco nos, gordos, somos deixados de lado. Eu com certeza faria uma petição a todos os escritores do gênero, só para expressar minha indignação em relação ao assunto. Enfim, divaguei demais.

E além disso tudo, tem sexo. Nada de balela de hot ou sexo de filme pornô, nem menções que só dão a entender, mas a autora encontrou o meio termo perfeito, que se encaixa na história sem tentar ser apelativo. E além disso, é narrado do ponto de vista de uma mulher.

É claro que nada é perfeito e tem alguns pontos negativos também. O principal, que realmente me incomodou, foi como o ciúmes exagerado do casal era tratado com muita normalidade.

O outro vem de um gosto pessoal, que é a mágica em excesso. Às vezes, a história parecia encantada demais até para uma novela mexicana, com acontecimentos um pouco superficiais ou rápidos, que pareciam colocados ali só para acrescentar drama à história.

E embora o romance meloso tenha me incomodado um pouco, dou vários pontos positivos por eu ter realmente gostado do livro mesmo não sendo fã de histórias românticas. A narrativa divertidíssima colabora demais para isso e principalmente a sensação de ler algo realmente diferente do que já estou acostumada a ver, e não porque criaram um universo novo (até porque isso não é mais tão novo), mas porque vemos empoderamento e muito bom humor em uma história simples.

Não sou eu quem devo mudar para satisfazer a indústria da moda, ela é que deve mudar para atender mulheres maravilhosas e com um cartão de crédito ilimitado como eu.

Você pode ler a degustação do livro no Wattpad e ver os outros trabalhos da autora aqui.


DETALHESPoder Extra G

Título original: Poder Extra G

Autor: Thati Machado

Gênero: Chick-lit

Páginas: 239

Editora: Astral Cultural

Publicação: 2016

*O livro foi cedido pela autora em um Book Tour

Relacionados

Have any Question or Comment?

3 comments on “Poder Extra G e muita coisa nova sob o sol

Achei legal a personagem ter a atitude de ir viajar sozinha mesmo depois do término de um relacionamento. Geralmente não é o tipo de leitura que eu tenho com frequência mas, gostei da personalidade mais “dramática” da personagem, até porque me identifico um pouco hahaha
Apesar dos pontos negativos, acho que é uma obra que leria sim! Adorei conhecer o seu ponto de vista!
Beijos! ♡
Colorindo Nuvens

Reply

Recomendo bastante o livro! Como ele foge bastante do padrão e traz várias coisas nova, eu gostei mesmo não sendo o tipo de leitura que estou acostumada também 🙂

Reply

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: