O dragãozinho traz textos de cultura pop, abordando temas como livro, filmes, séries e quadrinhos, além de alguns posts de assuntos diversos.

Mestre Gil de Ham – J. R. R. Tolkien [Resenha]


Esta divertida história, escrita pelo autor de O Hobbit, é ambientada no vale do Tâmisa, na Inglaterra, num passado maravilhoso e distante, quando ainda existiam gigantes e dragões. Seu herói, Mestre Gil, é na realidade um fazendeiro totalmente desprovido de heroísmo, mas que, graças à boa sorte e à ajuda do cachorro Garm, da égua cinzenta e da espada mágica Caudimordax (ou Morde-cauda), amansa o dragão Chrysophylax e ganha enorme fortuna.

WMF Martins Fontes


Mestre Gil de Ham

Ægidius Ahenobarbus Julius Agricola de Hammo, mais conhecido como Mestre Gil, vivia na aldeia de Ham, era um fazendeiro que desconhecia o Vasto Mundo até que, por um infortúnio de eventos, acaba tendo que enfrentar um gigante e um dragão.

Resenha Mestre Gil de Ham

Mesmo a ambientação sendo diferente, não há como não comparar Gil a Bilbo. Não só as duas personagens são muito parecidas como suas histórias também, com a diferença de que Mestre Gil de Ham é um livro infantil e tem uma história bem mais simples, com um estilo parecido com o de Roverandom.

“Um belo dia de verão, esse gigante saiu para passear e perambulou sem destino […] De repente, quando o sol já se punha e se aproximava a hora do jantar, percebeu que estava perdido numa parte do país que desconhecia […] Então andou sem parar sob o luar, dando grandes passadas, resolutas, pois estava ansioso para chegar em casa. Tinha deixado sua melhor panela de cobre no fogo e temia que o fundo se queimasse.”

Como em outros livros, Tolkien primeiro escreveu a história para entreter seus filhos e depois a acabou transformou em um livro. Ao contrário do Hobbit, esse realmente permaneceu apenas como uma história para entreter crianças.

Em 63 páginas, ele conta de forma simples e despretenciosa sobre o Pequeno Reino, sobre a fazenda de Mestre Gil, onde ele vivia com sua esposa Agatha e o cachorro Garm (na época, era comum cachorros falarem), e sobre os gigantes e dragões.

Resenha Mestre Gil de Ham

“Enxugou o rosto com um grande lenço verde, não vermelho, pois trapos vermelhos deixam dragões furiosos, ou era o que tinha ouvido falar.”

Não recomendo Mestre Gil de Ham para quem busca mais uma continuação de contos épicos da Terra Média, mas para quem busca uma história simples para ler em uma tarde (a leitura é realmente bem rápida).

No final do livro há também o manuscrito original e um rascunho de uma continuação qua conta a história do filho de Mestre Gil.


Detalhesiss-1

Título original: Farmer Giles of Ham

Autor: J. R. R. Tolkien

Tradução: Waldéa Barcellos

Gênero: Fantasia

Páginas: 104

Editora: WMF Martins Fontes

Publicação: 1949

Relacionados

Have any Question or Comment?

Deixe uma resposta