O dragãozinho traz textos de cultura pop, abordando temas como livro, filmes, séries e quadrinhos, além de alguns posts de assuntos diversos.

A Louca da Casa – Rosa Montero [Resenha]


a louca da casa lateral

Em A louca da casa, Rosa Montero propõe aos leitores um jogo narrativo cheio de surpresas. Nele se misturam literatura e vida, num coquetel estimulante de biografias e autobiografia romanceada. E assim descobrimos que o grande Goethe adulava os poderosos até chegar ao ridículo, que Tolstói era um energúmeno, que Rosa, quando criança, via-se como uma anã e que, aos 23 anos, manteve um extravagante e hilário romance com um ator famoso. Mas não devemos confiar em tudo o que a autora conta sobre si mesma: as lembranças nem sempre são o que parecem.

“A imaginação é a louca da casa”

Santa Teresa de Jesus

A Louca da Casa

Devo dizer que o título e a capa me enganaram bastante e a princípio achei que não seria um livro interessante, com aquelas cores vivas e ilustração de um circo, imaginei algo mais bobinho.

Além da capa, a sinopse não me dizia muita coisa. A impressão que ela dá é de que se trata de tudo um pouco, o que não deixa de ser verdade. O livro todo é uma grande bagunça que se organiza de forma muito divertida.

Embora o gênero seja romance, ele é uma espécie de autobiografia misturada com crônica. É como se Rosa Monteiro sentasse ao seu lado e lhe contasse algumas coisas.

a louca da casa capa

O livro conta alguns episódios da vida de Rosa Montero, assim como sobre a vida de diversos autores. E ela usa essas histórias para divagar sobre o que é ser escritor e o que é escrever. Fala sobre a necessidade de atenção dos escritores, de onde vêm as ideias para histórias, o que acontece com escritores não reconhecidos e sobre os que são reconhecidos anos depois de sua morte.

“Não levei em conta o meu aspecto, que, no melhor dos casos, era suspeito, porque no franquismo tudo era suspeito.”

Em alguns momentos também fala sobre ser mulher e escritora, sobre feminismo e escritoras que tiveram de se passar por homens para serem publicadas.

A linguagem é bem casual, e desde o inicio, a autora deixa claro que as recordações que ela tem de seu passado podem ou não serem verdadeiras, visto que a mente tem a capacidade de alterar memórias. E assim, ela conta a mesma história três vezes com finais diferentes.

a louca da casa post scriptum


Detalhesa louca da casa capa

Título original: La loca de la casa

Autor: Rosa Montero

Tradução: Paulina Wacht e Ari Roitman

Gênero: Romance

Páginas: 176

Editora: Harper Collins

Publicação: 2003


Essa resenha faz parte do projeto Clube do Livro 2017. Confira as resenhas dos demais participantes.

Relacionados

Have any Question or Comment?

6 comments on “A Louca da Casa – Rosa Montero [Resenha]

Não conhecia essa obra! Até que o enredo me chamou bastante atenção, anotadinho aqui para se der um dia ler… Ótima resenha.

Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

Reply

Eu gostei muito desse livro. Foi uma leitura lenta para mim, mas não deixou de ser interessante.
bjs

Amor por Livros

Reply

Adorei a resenha, é um livro bem diferente e essa coisa de lembranças serem alteradas me lembrou um pouco a Série How I Met You Mother kkkkk. Não sei se esse livro seria algo que eu compraria, mas como esse ano eu estou querendo modificar as leituras e sair da zona de conforto, talvez eu dê uma chance!

Reply

Oi, tudo bem?
Tenho esse livro, mas não li ainda e lendo sua resenha fiquei bem curiosa para ler. Adorei sua escolha!

Reply

Lê sim! Ele é muito divertido, vale a pena <3

Reply

Olá Simone,

Fiquei MUITO afim de ler esse livro e ele me lembrou muito o filme do Woody Allen Meia-Noite em Paris, que ele fala sobre os autores e suas manias, verdade ou não, deve ser super gostoso de ler.
Adorei a resenha.

Beijos, Lor.
http://www.horadaleituraa.com.br

Reply

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: