O dragãozinho traz textos de cultura pop, abordando temas como livro, filmes, séries e quadrinhos, além de alguns posts de assuntos diversos.

O grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald [Resenha]


Banner O grande Gatsby

Clássico da literatura e obra-prima de F. Scott Fitzgerald, O grande Gatsby é o retrato definitivo da próspera sociedade americana posterior à Primeira Guerra Mundial. Jay Gatsby, um milionário adepto a festas grandiosas e extravagâncias, nutre um antigo amor por Dayse, casada com o rico e insensível Tom Buchanan. Quando Gatsby se muda para a mansão ao lado de sua amada, Nick Carraway, vizinho de Gatsby, passa a observar os acontecimentos desse mundo de caprichos, riqueza e tragédias, tornando-se assim um dos narradores mais expressivos da literatura mundial.

Record

 

O Grande Gatsby

Já conhecendo a sinopse do livro, adiei a leitura dele durante algum tempo por nunca ter realmente me interessado pela história, mas depois de alguns anos na minha estante, selecionei o livro para as leituras da #MLI2016 e acabei me surpreendendo, esperava apenas um livro sobre festas e pessoas ricas, mas ele traz bem mais que isso.

O grande Gatsby tem menos de 200 páginas, a narrativa é simples e tem o poder de prender o leitor. A história é contada por Nick Carraway, que mudou-se recentemente, indo morar ao lado da mansão de Gatsby, que apresenta-se como uma personagem misteriosa adepta de festas extravagantes. Ao decorrer da história, Gatsby vai sendo desenvolvido e perdendo o ar misterioso do início, vindo a se tornar uma personagem cada vez mais carismática.

O grande Gatsby

No geral, achei a história bem envolvente e a forma como ela é contada também, se desenvolvendo de forma completamente diferente do que o início parece prometer e terminando com um final surpreendente.

Mas mais que pessoas ricas e festas, o livro trata principalmente sobre amor e casamento. Todas as personagens estão de alguma forma envolvidas em algum relacionamento, alguns mais simples e outros mais complicados, que são mostrados em todo seu drama, com intrigas, desconfianças e discussões.

Há alguns pontos em que a história peca, e embora se possa culpar a época por alguns deles, pois os eventos do livro ocorrem em 1922, há alguns comentários racistas que são totalmente irrelevantes para a história e poderiam ser retirados por completo sem afetar nada (até porque o livro não tem personagens negras).

O grande Gatsby

Mas como estamos falando de relacionamentos em 1922, há também o machismo. Além da questão clara da forma como casamentos funcionavam naquela época, uma cena me chamou a atenção, quando dois homens discutem em relação a quem uma mulher ama, sendo que ela está junto com eles e, no momento que decide se pronuncias a cerca de si própria, é silenciada e tem sua opinião ignorada. Além disso, o amor é representado de forma mágica, em toda sua beleza engrandecida e, como é comum nesses casos, a obsessão é também tratada como amor e agressões são desculpadas.

Retirando esses pontos, o livro teria tudo para entrar para a minha lista de favoritos, além de possui um dos melhores finais que já li.

Avaliação: ⭐️ ⭐️ ⭐️ ⭐️


o-grande-gatsby1

Detalhes:

Título original: The Great Gatsby

Autor: F. Scott Fitzgerald

Tradução: Brenno Silveira

Gênero: Romance

Páginas: 156

Editora: Record

Publicação: 1925

A leitura desse livro foi parte da Maratona Literária de Inverno | #MLI2016.


Grande-Gatsby-filme-5Veja também:

Relacionados

Have any Question or Comment?

7 comments on “O grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald [Resenha]

Sabe que nunca me interessei pelos clássicos, um dia eu quero ler pra ver se eu me surpreendo positivamente!!

Beeeeijo!
http://www.belezasemdrama.com

Reply

Esse é um ótimo livro para começar nos clássicos, porque é bem curtinho e tem uma linguagem bem simples! Garanto que não vai se arrepender.

Reply
luizafgo19

Adoooroo o filme. Ainda não tive a oportunidade de ler o livro. Depois que acabar de ler alguns que estão na lista, esse será o próximo! Ótima resenha 🙂
by http://www.elaquerser.com

Reply

Assisti o filme depois de ler o livro e a adaptação ficou ótima, muito fiel ao livro. Se você gostou do filme com certeza vai gostar do livro também 😊

Reply
histericaspontocom

Esse livro é de uma lindeza sem fim!
Ele me jogou na solidão e no vazio de Jay, eu lembro que fiquei dias pensando sobre a forma dele lidar com o amor foi devastadora pra ele.
O filme estrelado pelo Di Caprio é de uma beleza sem igual, mas confesso que não conseguiu me prender tanto quanto o livro.
Curti os pontos que ressaltastes no livro, principalmente sobre o silenciamento da personagem feminina. Coisa q eu nao tinha notado na época em que li, pq eu nem sonhava com o feminismo.
Beijos <3

Reply

Poucas vezes senti tanto carinho por um personagem como Jay, adorei a forma como ele foi apresentado ❤️ E é incrível como mudamos a forma de entender as histórias depois que conhecemos melhor os movimentos sociais.

Reply
histericaspontocom

Muda muito mesmo e é um exercicío constante, né? =)
Beijinhos <3

Reply

Deixe uma resposta