O dragãozinho traz textos de cultura pop, abordando temas como livro, filmes, séries e quadrinhos, além de alguns posts de assuntos diversos.

Capitã Marvel – That’s why we CAN have nice things


Capitã Marvel

Já conhecemos as reclamações em relação às personagens femininas nos quadrinhos e já batemos nessa mesma tecla várias vezes. A hipersexualização, as roupas nada práticas, os corpos desproporcionais, enfim. Embora nem tudo sejam flores, a Marvel corrigiu diversos desses pontos em algumas de suas novas histórias, como é o caso da Capitã Marvel.

 

Nos novos quadrinhos de personagens femininas, como a Capitã Marvel, Viúva Negra, Wolverine (X-23), Spider Gwen, e outras, seus desenhos estão bem melhores do que estamos acostumados. Mas ao que parece, nas demais histórias, o problema continua. Isso pode ser visto claramente em The Ultimates, grupo do qual a Capitã Marvel faz parte e teve seu corpo desenhado de forma completamente diferente. O que parece dividir os quadrinhos entre os “para meninos” e “para meninas”, mas isso é assunto para outra hora, agora vamos falar de coisa boa: Carol Danvers.

Captain Marvel (2016-) 004-013

captain-marvel-2016-005-022Parece que dessa vez a Marvel resolveu nos dar o que queríamos. Esse ano está sendo lançado o All-New All-Different Marvel, com histórias de diversos heróis, a lista completa pode ser vista aqui. Uma delas é a Capitã Marvel, com um papel importante na Guerra Civil II lutando contra o Homem de Ferro.

O roteiro é escrito por Tara Cutters e Michele Fazekas, que faziam parte do time de produção de Agent Carter. A história se passa no espaço, então além de uma super heroína, temos também lutas espaciais e os problemas clássicos de escudos sendo desativados, armas carregando, invasores, sistemas sendo hackeados, falta de energia, radares e todas essas coisas mais. Carol Danvers se torna comandante da Alpha Flight Space Station (AFSS) e, além de comandar a estação espacial, lidera também o time de elite da Alpha Flight (formada por Aurora, Sasquatch e Puck) para defender a Terra de ataques externos.

A história está cheia de personagens femininas. Além de Carol, entre as personagens principais há também Aurora, membro do time de elite e Lt. Commander Abigail Brand (a tradução literal do cargo dela seria Capitã de Fragata. Só que no espaço) e Tenente Wendy Kawasaki, que trabalha no escritório de ciências da estação e cuida da análise das coisas estranhas que eles encontram pelo espaço.

All-New All-Different Capitã Marvel
Wendy, Aurora, Sasquatch, Capitã Marvel, Abigail, Puck (da esquerda para a direita)

Além das roupas, os corpos e ângulos também foram corrigidos. Capitã Marvel tem musculatura e realmente se parece com alguém que recebeu treinamento militar (ela fazia parte da aeronáutica antes de ganhar seus poderes). Além disso, nada de posições estranhas apenas para focar na bunda das personagens ou desenhos fisicamente impossíveis.

captain-marvel-2016-002-0201O gênero das personagens no geral está bem dividido, assim como a aparência delas. A estação tem tripulantes humanos, alienígenas, homens, mulheres, negros, brancos, magros, gordos, etc…

“Because this lady is the queen of multi-tasking. Or king. Or you know, whatever gender-neutral monarch terminology you prefer.”

Sana Amanat, editora, no final da primeira edição.

(Em tradução livre: “Porque essa mulher é a rainha da multitarefa. Ou Rei. Ou você sabe, qualquer terminologia sem gênero para monarca que você preferir.”)

A serialização ainda está em lançamento e até o momento tem 5 volumes e encaminhará a história para a Guerra Civil II. Nas terminologias esquisitas e incontáveis reboots da Marvel, essa história se chama Capitã Marvel Vol. 9 ou Capitã Marvel 2016. Além da Carol, há várias personagens femininas sendo muito bem representadas nas novas histórias que valem a pena uma olhadinha.

captain-marvel-2016-001-012 (1)

Relacionados

Have any Question or Comment?

Deixe uma resposta