O dragãozinho traz textos de cultura pop, abordando temas como livro, filmes, séries e quadrinhos, além de alguns posts de assuntos diversos.

10 Dicas para blogueiras ou (o que aprendi nesse tempo)


10 dicas para blogueiras

Um dos temas para a blogagem coletiva do mês de setembro do grupo United Blogs é dicas para blogueiras, então tentei listar tudo o que aprendi nesse curto tempo que estou por aqui e que poderia ser útil para os outros.

10 dicas para blogueiras

1. Ferramentas do Google

O Google tem uma série de ferramentas para auxiliar quem tem algum site. Começando pelo Search Console, onde você pode verificar se há algum erro impedindo que seu site seja indexado e ver quais páginas estão sendo acessadas através da busca orgânica. Se você nunca utilizou, aconselho dar uma olhada nesse post aqui.

Outro é o teste de compatibilidade com dispositivos móveis, onde ele classifica se seu site é mobile-friendly ou não. É bom fazer o teste pois sites otimizados para celulares rankeiam melhor.

E por último, o Pagespeed, que avalia a velocidade de seu site e aponta os erros que devem ser corrigidos para melhorar o desempenho.

 

2. O que aprendi sobre divulgação

Divulgue bastante mas não divulgue demais. Tome cuidado para não virar spam. Principalmente se costuma divulgar sempre nos mesmos locais. Se você posta todos os dias nos mesmos grupos, pode acabar cansando o pessoal de lá. Cuide para não repetir os posts e não ser insistente demais.

Selecione os locais de divulgação. Se seus posts falam sobre assuntos diversos, então divulgue cada um em seu devido lugar. Procure grupos e comunidades sobre cada assunto, não adianta de nada mostrar seu post para quem não vai se interessar por ele.

Cuide as regras de divulgação. Essa é principalmente para os grupos no Facebook. Muitos grupos não permitem nenhum tipo de divulgação e outros permitem divulgação apenas de posts relacionados ao tema. Respeite essas regras. No momento que você divulga onde não deve, suja o nome do seu blog e perde possíveis leitores.

Encontre os locais que trazem resultado. Não saia jogando links para todos os lados. Encontre aqueles que funcionam e foque apenas neles. Além de não ficar tão cansativo para você, seus links não se tornam tão batidos por estarem por todo lado.

Cuide da aparência. Primeiro, a imagem que aparece no compartilhamento. É importante que apareça alguma relacionada ao post. Uma opção é fazer uma imagem própria para os compartilhamentos. Quando você vai compartilhar no seu perfil ou página do Facebook, tem a opção de alterar a imagem que está aparecendo, enviando uma do computador. O Pinterest também permite que você escolha a imagem a ser enviada mesmo que ela não esteja presente no post. Também existem plugins para definir a imagem dos compartilhamentos direto no post (eu uso o Yoast para isso). Você também pode optar por fazer uma imagem de chamada e colocar o link ao longo do post.

Caso opte pela última opção, recomendo o uso de encurtadores de URL. O mesmo vale para links em comentários de postagens no Facebook ou qualquer local onde o link ficará aparente. Além de o link menor deixar com uma aparência mais limpa, você pode usar para a contagem de cliques.

Quando estiver em dúvidas se determinado local que você divulga traz resultados, use um encurtador também e coloque aquele link apenas lá. Assim, saberá quantos cliques ele recebeu. Deixe os locais que trazem poucos acessos para divulgações esporádicas.

Alguns encurtadores são:

Nunca jogue seu link. Não largue ele solto e perdido em algum lugar, use uma chamada. Diga do que o post se trata e convide as pessoas a verem, seja carismática. Mas não esqueça de falar do que o post se trata. Se você convidar para ler seu post novo mas não falar sobre o que é, ninguém vai se interessar.

3. Cuide da aparência do blog

Facilite a leitura. Não coloque uma fonte muito pequena e nem muito grande, não deixe muito clara, evite fundos de cores vibrantes na parte do texto e não use fontes muito decoradas. Leia seu texto no blog e veja se a leitura não está cansativa.

Recomendo a leitura desses dois textos:

Facilite a navegação. Menu com categorias, tags, posts relacionados, posts de destaques. Links para seus posts devem estar por todo o lado no blog, para que o leitor não precise ficar procurando para onde ir. E não esqueça de linkar para outros posts seus no texto. Se fez algum post com assunto parecido, mencione ele.

4. Cuide da escrita

Se você quer que as pessoas gastem tempo lendo seu texto, gaste tempo escrevendo ele. Quando for ler outros blogs, principalmente os maiores, analise a forma como a pessoa escreve, pode ser que você acabe notando algum padrão interessante. Mas no geral, revise, revise e revise. Não publique um post sem antes revisar no mínimo umas 3 vezes. Aconselho esperar algumas horas antes da última revisão para descansar a cabeça e desfocar um pouco do post, assim você volta com a mente limpa e pode perceber erros que havia deixado passar.

Procure melhorar sempre. Não repita muito as palavras, amplie seu vocabulário e estude as regras de português. Pode até parecer um pouco chato isso tudo, mas no momento que nos propomos a escrever, precisamos escrever corretamente. Erros de português ou problemas de concordância vão mandar seu leitor embora na mesma hora.

5. Cuide dos posts antigos também

Os posts com maior probabilidade de chegarem na primeira página do Google ou de serem mencionados por outros sites, são os mais antigos. Revise seus posts antigos de tempos em tempos. As imagens estão boas? Não dá para melhorar a escrita? Aplicou as técnicas de SEO? Não tem alguma deixa para linkar um post novo nele?

Divulgue os posts antigos também. De preferência, depois que fizer alguma atualização. O fato de ele ter sido publicado 6 meses atrás não o torna menos relevante. Isso também evita que você fique divulgando sempre os mesmos links.

6. Cuide das imagens

Trate as fotos que for postar e faça imagens bonitas para capas e divulgação. Demorei bastante tempo para começar investir nisso porque não tinha experiência com fotos ou edição. Mas na verdade, não precisa de muitas habilidades para fazer uma imagem agradável. Aconselho, nas fotos que você tirar, a dar uma mexida no brilho e contraste. Eu uso o Photoshop para fazer isso, mas até em aplicativos para celular você pode editar.

Para as imagens de abertura ou chamada, costumo prestar atenção em imagens que acho bonitas para pegar ideias de inspiração, mas normalmente uso o Adobe Spark ou Canva, são online, gratuitos e têm diversas fontes, temas e opções.

Além disso, para quem não tem muito domínio de ferramentas de edição, é bom ficar atenta aos freebies que alguns blogs fazem, tem muita coisa bonita e útil.

7. Só comente em outros blogs se tiver algo para falar

Não diga apenas que adorou o post e não faça comentários rasos só para deixar seu link no final. Dê sua opinião sobre o assunto, diga o que você pensa. A qualidade dos comentários é mais importante que a quantidade deles. Não use outros blogs como depósito de links para o seu. Coisa chata receber comentários no estilo “nunca li esse livro, parece interessante. bjs”, você podia desenvolver mais, né?

“Ainda não conhecia o livro, mas parece bem interessante! Gosto bastante de livros nesse estilo, ainda mais quando falam sobre tal coisa.”

ou

“Ainda não conhecia esse livro, mas já li tal do mesmo autor e me agradou bastante, gostei da forma como ele faz tal coisa”

Enfim, falar que você gosta de algo ou não, não é tão interessante quando falar o porquê de você gostar ou não daquilo.

8. Cuide das redes sociais

Separe um tempo para publicar e manter seu perfil atualizado, pois são os meios que os leitores tem de acompanhar seu blog.

Quanto ao Facebook, notei mais resultados quando comecei a me dedicar à página e a postar no mínimo uma vez por dia. Aqui você precisa ver o que prefere postar e como é seu público. Eu gosto bastante de compartilhar alguns posts interessantes que vejo em outros blogs.

Existe a questão do alcance baixo também. Durante muito tempo eu não investi muito nela por causa disso, mas tem algumas coisas que podemos fazer. A primeira é compartilhar a postagem em grupos. Ao invés de fazer uma nova, compartilhe a da página, assim o alcance aumenta bastante. Além disso, em grupos é mais comum interagirem, então sua publicação ganha relevância por receber curtidas e comentários. Também vale sempre a pena dar uma olhada nas opções de impulsionamento. Você pode usar qualquer valor. Se quiser, pode impulsionar sua página ou postagem com R$3.00 só para sair dos 5% de alcance. O Facebook tem a opção de impulsionar pelo Instagram também.

No Google+ não tenho muito seguidores e as postagens na página em si tem pouco retorno, o bom dele são as comunidades. No início, divulgava em comunidades de blogueiras mesmo, mas o retorno era bem baixo e era desgastante postar em tantas comunidades. Depois comecei a pesquisar as comunidades de nicho. Comunidades sobe livros, filmes, séries, enfim, sobre o que for o post, e divulgo cada um em seu devido local. Assim, alcanço as pessoas que se interessam pelo assunto que estou escrevendo.

O Pinterest é uma boa opção também, mas ele precisa de um pouco mais de dedicação, pois você precisará fazer imagens próprias para ele.

Além disso, o Bloglovin’ também é bem importante. Embora não tenha tantas pessoas utilizando, é uma boa opção para quem usa e quer poder acompanhar seu blog, já que no Facebook nunca sabemos se as atualizações vão chegar até nós.

E há sempre a newsletter também. Aconselho ler esse post aqui que é bem completinho.

E para o Instagram, leia esse aqui.

10. Não exagere nas propagandas

Coloque um banner, destaques na lateral e rodapé, mas não coloque nada abrindo de forma indesejada. Nada. Não abra uma nova janela, uma nova aba e nem um pop-up. Abrir algo sem o leitor pedir vai acabar apenas frustrando ele. Isso vale também para pop-ups de redes sociais ou newsletter. Deixe destacado no topo na página, mas não abra uma pop-up. Você tem 6 segundos para cativar o leitor quando ele abre seu site, então use esse tempo direitinho.

 

Também vou deixar aqui o link para dois e-books sobre ferramentas para auxiliar no blog. O primeiro é da Sernaiotto com 95 ferramentas. E o segundo do Viver de Blog, com 87 ferramentas.

E para finalizar, pense como leitora. Você gosta de pop-ups abrindo quando está lendo? Gosta de textos mal escritos? Gosta de fotos escuras ou sem foco? Sua leitora é uma pessoa assim como você, não é nenhum bicho de sete cabeças.

Veja também o post com 10 hábitos de blogueiros de sucesso.

Banner United Blogs

Gostou do post? Então não esqueça de assinar a newsletter, os e-mail são enviados quinzenalmente!


Relacionados

Have any Question or Comment?

11 comments on “10 Dicas para blogueiras ou (o que aprendi nesse tempo)

Gostei bastante das dicas, fiquei bastante interessada em saber mais sobre essas ferramentas do Google que sitou, o Search Console por exemplo eu nunca usei e já estou pesquisando mais aqui sobre ele.
As dicas de divulgação tbm, é muito desagradável acessar um site e explodir pop-ups na tela…rs
Parabéns

Reply
Simone Pinheiro

Recomendo MUITO usar o Search Console, é bom para saber se o Google não está encontrando nenhum erro no blog, além de poder ver o alcance orgânico dos posts!

Reply
isistomie

Dicas para blogueiras sempre são boas de ser lidas.
Sobre comentários curtos, nossa… As vezes eu preferiria nem recebê-los hahaha.

Reply
Simone Pinheiro

Também adoro ler dicas, acho que é uma boa forma de aprender com o erro dos outros hahah

Reply

Obrigada pelas dicas, especialmente sobre divulgação! Por não usar muito o Google +, nunca pensei em interagir em comunidades (e quase nunca divulgo meu blog lá, para ser sincera).
E os pop-ups realmente me irritam bastante, especialmente quando a internet está lenta e eu não consigo me livrar deles logo. E quando são sonoros, então? Às vezes é importante pensar que o leitor pode abrir o seu blog em um lugar em que som não é adequado (quando está num ônibus, por exemplo, ou lendo de madrugada, quando as outras pessoas da casa estão dormindo).
Mas quanto ao alcance no Facebook, uma coisa que tenho observado é que posts sobre livros (especialmente livros nacionais e posts com fotos dos livros) rendem mais curtidas e compartilhamentos (e maior alcance, consequentemente). As pessoas adoram ver fotos de livros e estantes, então fica a dica para os blogs de resenhas.

Abraço!

Reply
Simone Pinheiro

Antes de começar a usar o Google+ eu achava que não tinha muita gente por lá, mas as comunidades são beeem movimentadas, então vale a pena dar uma olhada! E em relação às fotos, imagens bonitas chamam bastante atenção mesmo, vale investir nisso <3

Reply

Oi Simone
Boas dicas, algumas eu usava mas a maioria eu ainda não tinha pensado .
Realmente no G+ é difícil você alcançar algum público , mas quando postamos em uma comunidade relacionado ao tema , no meu caso são os livros ,o retorno aumenta um pouco.
Vou investir mais na minha página do blog no Facebook eu ando neglenciando ela .

Beijos

Meu mundinho quase perfeitos

Reply
Simone Pinheiro

O movimento no Google+ é dentro das comunidades realmente, dá para encontrar muitas resenhas legais nas de livros! Quanto à página no Facebook, vale bastante a pena dedicar um tempinho a ela, acho que não vai se arrepender!

Reply

Umas das coisas que eu sempre tenho muito cuidado é em não fazer spam, fazer os comentários rasos, como você falou e respeitar sempre as regras dos grupos no facebook, as vezes fico até com um certo medo de divulgar o meu blog com medo de estar fazendo spam porque sei o quanto isso é chato. Não gosto muito daqueles sites com umas letras coloridas que chegam a doer a vista, as vezes desisto de ler algo por conta disso.
https://meninapsicotica.wordpress.com

Reply
Simplesmente Criativa

Simone, que dicas maravilhosas! preciso coloca-las todas em prática urgentemente! principalmente sobre a 1 e a 8.
Simplesmente Criativa

Reply

Amei muito as dicas e compartilharia eternamente! Várias pessoas hoje em dia criam blog com a expectativa de ganhar dinheiro, nem se preocupam com o que “existe por trás” que é uma única coisa que move tudo: o amor pelo que se faz, o cuidado, o zelo…tudo isso ornando as coisas vão fluindo normalmente 🙂

Reply

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: